Entre versos e textos

céu laranja

maio 25, 2020





Fui proibida de usar adornos. Recomendada a não usar mochila. Máscara de proteção bloqueia o uso de batom. A unha é preciso deixar rala, sem esmalte. Meu uniforme é uma roupa de astronauta. Deixamos toda a vaidade de lado. 
Estamos nus. De mãos atadas para o sol laranja. Para uma guerra onde quase não existem armas para nos salvar.
Deixamos de lado nosso escudo. Não importa sua classe social, não importa onde você mora, não importa sua cor.
A chuva não está sendo muito vista, mas os rios e lagos e oceanos percorrem todas as entranhas das plantas e mata. O sol floresce e limpa os céus.
Plantei a esperança em cada novo amanhecer.




Talvez você também goste

0 comentários